COVID-19
UNIARAXÁ VIRTUAL
COVID-19 UNIARAXÁ VIRTUAL

AMÁLIA CARDOSO ALVES

AMÁLIA CARDOSO ALVES

COMPARTILHE
 AMÁLIA CARDOSO ALVES

Curso de História – 1991

 História

Como professora de História, foi uma vida que vivi nas salas de aula, passando não somente os fatos históricos, mas, sobretudo a compreensão crítica e cíclica da Historia. O seu fascínio por causa do apelo de épocas passadas. Do modus vivendi… Das mais diversas formas de pensamentos…·.

Através do estudo da História podemos entender a conjuntura atual.

o presente é o legado do passado. A história permite compreender o homem nas mais variadas culturas, contextos e temporalidades.

Gostar de história é submergir na imaginação. É “viver” cada segundo que outros já vivenciaram… É ser apaixonado pela humanidade. É ser apaixonado por suas fraquezas e suas virtudes…

Assim é nossa egressa, uma apaixonada  pelo que faz, consciente de que a historia tem o papel que todas as outras ciências sociais a de além de interpretar, entender, a de mostrar como realmente é a realidade e como essa realidade é complexa e cheia de contradições.

A historia tem que deixar esse papel de reprodução da sociedade para ter um viés  critico,  de problematização, dai sim a historia começa ter um significado quando ela não simplesmente reproduz mais sim demonstra a sociedade para todos os indivíduos. Só se consegue explicar a sociedade através de uma busca histórica para que possamos não ser mais “alienados “temos que entender nossa sociedade, nossa historia”“.

São Pedro

Araxaense, foi no bairro São Pedro, que Amália teve sua historia prefaciada pelos estimados pais: José Reinaldo Mariano e Maria Marta Cardoso Mariano, de liderança positiva e de uma fé que alicerça valores inestimáveis na tradicional família. Com as bênçãos de São Pedro casou-se com Claudinei Mariano Alvese é mãe de um trio de sucesso: Ivan Marcos Florentino Camargo – Bacharel em Direito, Karen Cardoso Alves- Jornalista; Mariana Cardoso Alves- estudante de Arquitetura e Urbanismo

FORMAÇÃO ACADÊMICA

Amália é graduada em História e Pós- Graduada em História Moderna e Contemporânea, Psicopedagogia e Sociologia. Sua opção pelo curso de História foi que na realidade desde o magistério a disciplina de História a fascinava e por este motivo dentre as opções que ela teve na época, não teve dúvidas, escolheu o curso de História.

 EXPERIÊNCIA ENQUANTO ACADÊMICA

“A vida como acadêmica não era muito fácil, tinha me casado, tinha uma criança pequena e trabalhava como professora da pré escolar na Escola Municipal Francisco Braga. Foi uma época de muitos sacrifícios, mas mesmo assim valeu a pena. Aproveitei cada minuto das aulas que tive com brilhantes professores que colaboraram e muito com a minha formação”.

VIDA PROFISSIONAL

Quando nossa egressa terminou o curso de História, mudou-se com a família para Paracatu- MG e como queria continuar estudando iniciou o curso de Psicopedagogia com um grupo de professores da Faculdade do Noroeste de Minas FINOM. Desde curso surgiu o convite para ser professora de História Moderna e Contemporânea na mesma instituição, uma vez que ela já havia iniciado o curso de Pós – Graduação nesta área. Nesta instituição de ensino lecionou as disciplinas de História Moderna e Contemporânea e Sociologia, na qual se despertou outra paixão. Por lecionar sociologia foi convidada para dar aulas na primeira turma de Direito da Faculdade Atenas, também em Paracatu.

Mestrado

Permaneceu nas duas instituições por algum tempo e após iniciar o mestrado em sociologia na Universidade de Brasília – UnB permaneceu na Faculdade Atenas como professora e coordenadora do processo seletivo da instituição e também lecionava sociologia no Seminário João XXIII. Em 2007 por motivos pessoais mudaram para Amapá e lá trabalhou no CEAP – Centro de Ensino do Amapá como professora de Sociologia nos cursos de Direito, Arquitetura, Design e Ciências Contábeis.

Em 2010 retornei à Paracatu e à Faculdade Atenas, atuando como professora de sociologia, Assessora do diretor Acadêmico e Coordenadora do Núcleo de Apoio Psicopedagógico e Profissional- NAPP.

Em 2012 em função do trabalho do seu esposo mudou-se para Belo Horizonte, oportunidade em que aproveitou o tempo livre para terminar o seu primeiro livro sobre o Amapá – “Representações Sociais dos Idosos de Ilha de Santana”.

Escritora & Obra

O Estado do Amapá parece estar isolado do restante do país por sua posição geográfica e pela dificuldade de acesso. Diante deste fato, o intuito desta obra é levar aos brasileiros um pouco da história deste povo, suas representações e o cotidiano vivenciado por eles.
Representações sociais dos idosos da Ilha de Santana, retrata a questão da velhice, localizada no pequeno distrito da cidade de Santana (AP), traçando um panorama destes idosos com a influência do rio em suas vidas, evidenciando que o mesmo serve de alimento, trabalho, meio de locomoção, dentre outras coisas.

É possível identificar neste livro, as mudanças sociais que foram se processando através dos tempos, como por exemplo, as crenças deste grupo social, as lendas e as histórias contadas por eles e que fazem parte desta trajetória de vida.
O objetivo desta obra é identificar a Ilha de Santana (AP) como cenário da pesquisa desenvolvida, demonstrando a identidade assumida pelos idosos que fazem parte desta região, salientando as suas representações sociais.
Enfim, a leitura deste livro, proporciona uma viagem à Ilha de Santana (AP), desvendando uma realidade pouco conhecida pelas pessoas que habitam as demais regiões do Brasil.

 ÁREA QUE ATUALMENTE ATUA

Atualmente está trabalhando com pesquisas sobre as idosas da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Araxá e escrevendo o seu segundo livro sobre o resultado desta pesquisa

 UNIARAXÁ

Apesar de todos os sacrifícios enfrentados para ter uma graduação, o curso de História foi de grande valia na minha vida profissional, pois a qualidade do curso me deu possibilidades de abrir portas e poder atuar no que eu realmente gosto, que é a área educacional. Tenho o maior orgulho de ser egressa desta instituição de ensino.

Nota da Articulista: “Prometo exercer a minha profissão, fiel aos preceitos de sua ética, com firmeza e honestidade de propósitos. Prometo, de mim, dar o melhor à inteligência, a honra, a fé para elevar a criatura humana, construir a grandeza do Brasil, e buscar a união dos homens e dos povos, voltados para os ideais maiores da justiça, de paz, de amor e de liberdade. Assim prometo”.