APOIO AO ALUNO COVID-19 TOUR VIRTUAL
UNIARAXÁ VIRTUAL

PROF. DR. MARCELO CARDOSO PEREIRA

PROF. DR. MARCELO CARDOSO PEREIRA

COMPARTILHE
 PROF. DR. MARCELO CARDOSO PEREIRA

Perfil

Natural de Uberlândia, Prof. Marcelo é filho da senhora Vânia Maria Cardoso Pereira e do senhor Regis Pereira Lima. Casado com Luciana de Almeida Franzon é pai de um trio encantador de princesas: Sophia Franzon Pereira, Antonella Franzon Pereira e Valentina Franzon Pereira. Depois da experiência de dar aulas no UNIARAXÁ e residir em Uberlândia, deixou-se seduzir por nossas águas e passou a residir aqui com sua família. O otimismo pontua seu perfil que se destaca pela energia, competência e determinação com que exerce suas atividades. Traz consigo o diferencial do humor inteligente, da cortesia dos gentlemen, do alto astral, da disposição para a vida e para o trabalho. Detentor de valores que oportunizam uma vida exemplar, sendo um deles a ética balizada pela seriedade da postura, que mais do que receita casuística e veto disciplinar é “modus vivendi”, é o sim para opções que se tornam emblemas de tradições e talentos.

Docência

Notáveis características o conduziram para docência, numa trajetória fadada ao êxito, consequência da sua vontade determinante de produzir, sem o escravismo da ambição e sim com o prazer imperativo de edificar. Ingressou no UNIARAXÁ no ano de 2011 e desde então sua contribuição tem sido pontuada pela competência e comprometimento. Ministra as disciplinas de

Ciência Política, Direito Constitucional, Direito Administrativo e Direito Internacional, atua também na função de Coordenador Adjunto no curso de Direito.

Formação Acadêmica

Graduou-se em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia, na turma de 1994. Desde então a busca pelo aprimoramento do conhecimento tem sido uma constante. Especializou-se em Direito Tributário pelo Centro de Extensão Universitária, sediado em São Paulo capital, no ano de 1998. Fez Mestrado, em 2002 e Doutorado, em 2006; em Direito pela Universidad Complutense de Madrid, com sede na Espanha.

Publicações

Autor da obra “Direito à intimidade na Internet”, da editora Juruá, com vários artigos publicados em revistas especializadas, e na própria Revista Jurídica da Instituição.

Ser professor no UNIARAXÁ

“Quando me agreguei profissionalmente ao Uniaraxá, isto em agosto do ano de 2011 experimentei uma rara sensação de familiaridade com a nossa Instituição, e também junto às pessoas que aqui me receberam. Com o passar do tempo, me foi permito, de forma natural, conhecer o projeto educacional do Uniaraxá. Por este me embeveci. Foram três anos de deslocamento de Uberlândia, minha cidade natal, até Araxá, sempre com incomensurável satisfação de aqui estar, e de contribuir, com absoluta desambição, entenda-se modéstia, no desenvolvimento de nosso projeto pedagógico, sem olvidar das ações de responsabilidade social por nossa Instituição levadas a cabo. No presente ano, vale dizer 2015, e dando continuidade à minha relação de afeição com o Uniaraxá, marcante decisão tomei em minha vida particular e profissional ao transferir meu domicílio para Araxá, o fazendo acompanhado de minha esposa e filhas. Posso asseverar que a forma como fui acolhido no Uniaraxá, onde à minha pessoa foi, o é, e continuará sendo dispensado tratamento de imensa cordialidade e respeito, o qual quiçá não seja eu merecedor, aliado a mais veraz convicção nos escopos atingidos e constantemente almejados por nossa Instituição, fazem-me ter orgulho de integrar este seleto grupo o qual, sem descomedimento algum, poder-se-ia rotular como uma família”.

 

 

Nota da Articulista: Apresentar Prof. Marcelo foi um prazer, e ele nos faz lembrar as palavras do polímata Rui Barbosa, “O Águia de Haia“.  Para ele a profissão de advogado tem uma dignidade quase sacerdotal. “Toda a vez que a exercemos com a nossa consciência, consideramos desempenhada a nossa responsabilidade. Empreitada é a dos que contratam vitórias forenses. Nós nunca nos comprometemos ao vencimento de causas, nunca endossamos saques sobre a consciência dos tribunais, nunca abrimos banca de vender peles de ursos antes de mortos.”